Imagem Abertura

" Retendo a palavra da vida; para que no dia de Cristo eu tenha motivo de gloriar-me de que não foi em vão que corri nem em vão que trabalhei. "

(Filipenses 2:12)


Agradecimento como Estilo de Vida


introdução

1. Qdo pensamos em agradecimento, há duas maneiras que podemos fazê-lo. A primeira maneira é que existe um dever de agradecer porque existe uma obrigação de princípios, temos que fazê-lo, mesmo que a gente não queira.

2. Por outro lado existe uma outra maneira de agradecer, qdo existe uma oportunidade a nós franqueada que não há como não agradecer, é espontâneo, vem do interior.

3. Certifique-se de você entendeu este conceito com o seguinte exemplo: eu dei um presente para o seu filho e o que você faz para ser agradável?

4. Você começa a obrigar o seu filho a dizer-me obrigado(como é que se fala filho para o pastor?). O filho chega sem entender e logo diz: obrigado pastor! Ficando livre da opressão.

5. Mas, eu e você também aprendemos assim, agradecer por obrigação e não por prazer, pela oportunidade de ser abençoado. Lógico que a ingratidão é pecado, que se trata de uma atitude errada, todavia, deveríamos aprender e ensinar que a gratidão é estilo de uma vida alegre.

6. Observe o que o ap.Paulo enfatiza no texto de (I Ts.5:18). O ap.Paulo era alguém que sabia muito bem o que era viver em circunstâncias adversas, através da perseguição, dos açoites, das prisões e até das decepções que ele teve que enfrentar.

7. Entretanto, ele e seus companheiros se distinguiram por um espírito de louvor e adoração. Eles entravam e saíam das prisões cantando. Eles regozijavam-se sempre no Senhor.

8. O agradecer torna-se inevitável para quem recebeu gratuitamente a gloriosa salvação. Essa alegria jubilosa na gratidão não é algo sentimental, nem obrigatório, mas fruto do entendimento de que tem um coração, um viver grato em Jesus.

9. O ap. Paulo aprendeu e quer nos ensinar, que o nosso agradecimento deve ser contínuo por que esta é a vontade de Deus em Jesus para conosco.

10. Ingratidão não é algo que Deus deseja para nós, Ele deseja que tenhamos um coração grato, de maneira espontânea, reconhecendo o que é a Sua vontade para cada um de nós, porque é a melhor maneira para viver a presença Dele.

11. Portanto, a gratidão, o agradecimento devem ser as marcas de um crente, porque o mundo é extremamente infeliz. As pessoas vivem murmurando, reclamando, infelizes, descontentes. Mas como salvos em Jesus, devemos sempre estar encantados com a graça, sempre admirados pela beleza e pela majestade de Deus.

12. O conhecimento da verdade nos enche de um gozo santo que nos leva a prorrompermos em adoração e gratidão a Deus-Pai, porque é a vontade Dele em Jesus.

13. Por causa do nosso miserável subjetivismo, sempre temos a tendência de concentrarmo-nos logo nas bênçãos; sempre queremos algo para nós mesmos, e aí, quem sabe, se lembrarmos, agradecemos.

14. Contudo, o ap.Paulo insiste em que em tudo devemos dar graças para com Deus, e com o entendimento de que essa atitude vem do nosso interior, transformado por Ele, porque toda a bênção está Nele e não vem de nenhuma outra fonte. Ele é o único abençoador.

conclusão

1. As bênçãos para esta vida e para a vindoura vêm exclusivamente por meio do Senhor Jesus Cristo. Ele não tem nenhum assistente. As bênçãos daqui são apenas o penhor, a entrada, a garantia de que coisas maiores virão.

2. Agora somos filhos de Deus, mas ainda não se manifestou o que havemos de ser, porque quando Ele se manifestar seremos semelhantes a Ele.

3. Teremos um corpo de glória. Veremos a Sua face e reinaremos com Ele para todo o sempre. Portanto, meus amados e amadas, em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para nós. Amém!






Por: Pr. Roberto Brito
Endereço
Rua Lagoa da Barra, 167
CEP: 08215-540 - Itaquera - São Paulo
Tel: 2205-3242 - 2079-0517 - 2071-2731
Domingo
Escola Bíblica Dominical (EBD) - 9:00h.
Tempo de Oração - 17:45h.
Culto de Celebração - 18:00h.

Quarta-Feira
Reunião de Oração - 20:00h.