Imagem Abertura

" Também vós sabeis, ó filipenses, que, no princípio do evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja comunicou comigo no sentido de dar e de receber, senão vós somente. "

(Filipenses 4:11)


Santa Ceia do Senhor



Firmeza Inabalável



introdução

1. Só depois de discorrer empolgadamente sobre a ressurreição de Jesus e a decorrente ressurreição dos mortos, só depois de demonstrar que a morte foi tragada pela vitória ou absorvida na vitória de Jesus é que o ap. Paulo dirige o seu apelo aos crentes em Corinto: (I Cor.15:58).

2. O ap. Paulo havia acabado de dissecar o tema da ressurreição, de demonstrar a ressurreição de Jesus, de cimentar a ressurreição dos mortos com a ressurreição de Jesus, de declarar que Jesus está colocando debaixo de Seus pés todas as estruturas malignas e todos os responsáveis por elas.

3. O ap. Paulo continuar a explicar a natureza do novo corpo ressuscitado, de lembrar que os que estiverem vivos por ocasião da vinda de Jesus terão seus corpos subitamente transformados e de declarar a vitória espetacular de Jesus sobre a morte. Em outras palavras, a morte foi exaurida, esgotada, consumida, engolida, arrebatada na vitória de Jesus.

4. Ora, depois de todas essas lembranças, o ap.Paulo afirma o (vs.58), sobre a firmeza inabalável do crente, que resiste todos os embates em todo o tempo. Não haverá sobrevivência religiosa se não houver firmeza. Sem firmeza ninguém suporta a pressão da carne, a pressão do curso deste mundo e a pressão do diabo.

5. Sem firmeza ninguém suporta a provocação e a tentação. Sem firmeza ninguém suporta certas circunstâncias, certos acontecimentos e certos lugares. Sem firmeza ninguém suporta a dor, a doença e a morte. Sem firmeza ninguém suporta a tristeza, a depressão e o estresse.

6. Sem firmeza ninguém suporta o vazio existencial, a solidão, a saudade. Sem firmeza ninguém suporta o imprevisto, o revés(desgraça, infortúnio) e a ruína. Sem firmeza ninguém suporta a indiferença alheia, o desamor, o ódio. Sem firmeza ninguém suporta a crise da adolescência, a crise da maioridade.

7. Sem firmeza ninguém suporta a falta de emprego, a falta de dinheiro e a falta de comida. Sem firmeza a fé não consegue desafiar o tempo, porque o tempo é a maior prova da autenticidade e da firmeza da fé.

8. Aquele que não se preocupa com o crescimento espiritual através do aprendizado da Palavra de Deus, terá uma fé de pequena duração. A ausência da firmeza explica o abandono da fé, o abandono da esperança, o abandono do entusiasmo e o abandono do compromisso evangélico da parte de não poucos cristãos, depois de um razoável período de fidelidade a Jesus.

9. De onde advém a firmeza inabalável? Vem da compreensão da verdade lida e ouvida fundamentada na Palavra de Deus (Rm.10:17), bem como, da nossa prática dessa verdade em todas as nossas atitudes diárias, de acordo com o ensino simples de Jesus (Mt.7:24,25).

conclusão

1. Portanto, essa aliança de doutrina e prática, de fé e vida, de conhecimento e obras, de revelação e realização, de alvo e busca é responsável por uma firmeza inabalável, da qual nenhum de nós como crentes, com uma vida cristã íntegra e que deseja permanecer ligado a Jesus até a morte, pode dispensar.

2. Em 30 de maio de 1416, Jeronimo de Praga foi queimado em uma estaca. Ficara preso em uma cela cheia de vermes durante 130 dias. Jeronimo suportou com firmeza toda indignidade imaginável.

3. Qdo Jeronimo estava posicionado na estaca para ser queimado, o carrasco se posicionou atrás dele para acender o fogo sem que ele visse. Jeronimo por sua vez, disse ao carrasco: acenda o fogo diante de mim, não pelas minhas costas. Se tivesse medo dele, não teria vindo até aqui.

4. É mais fácil sermos firmes espiritualmente qdo nós lembramos da fidelidade de Deus para conosco. Entretanto, somos pessoas com uma qualidade tremenda para esquecer, isto é, esquecemos o que Deus já fez por nós, esquecemos o que os outros fizeram por nós, esquecemos o que a IBCF já fez por nós.

5. Enfim, juntando esse esquecimento com as dúvidas, com as tendências humanas, deixamos que as chamas da paixão, que tínhamos pelo Senhor e por Sua obra se apague em nossa vida. Diante desse fato, precisamos ter firmeza inabalável em nosso andar com Deus e com a família Dele, a IBCF.

6. A nossa amizade com o Senhor é a fonte do fogo da nossa paixão espiritual, todavia, Ele nos dá outros irmãos para abanar a chama, nos exortar e nos motivar. Devemos manter-nos firmes em ler e obedecer aos princípios da Palavra de Deus em todas as nossas atitudes diárias, bem como, devemos ficar focados em nosso chamado de buscar o Reino de Deus e sua justiça.

7. Talvez alguns de nós aqui presentes pudéssemos olhar para trás e recordarmos daquela paixão, daquele fogo ardente em servir ao Senhor e realizar algo em Seu Reino. Mas, algo aconteceu, não aconteceu tudo de uma vez, trata-se de um processo que tem roubado a paixão do nosso coração, deixando-nos fracos e sem ânimo para as coisas espirituais.

8. Mas, o Senhor nos trouxe a esse culto de celebração para reacender o fogo da nossa paixão por Ele e Sua obra, isto é, nos dar firmeza espiritual. Ele nunca mudou Seus planos para cada um de nós. Ele deseja usar-nos, porém, Ele não nos forçará, Ele deseja a nossa própria iniciativa, a partir desse momento.

9. Preste atenção: a nossa determinação é importante, o nosso esforço é importante, entretanto, a nossa suficiência, a nossa firmeza vem de Deus. Sem Ele e Seu poder derramado em nós, somos inacreditavelmente fracos. Portanto, só o Senhor pode transformar a nossa fraqueza em força (tudo podemos Naquele que nos fortalece).

10. De vemos esquecer as falhas. Não devemos afundar na fraqueza e na derrota. Nunca, nunca devemos desistir. Nós fomos chamados pelo Senhor Jesus, na verdade é o maior chamado, Ele é digno de nossa firmeza espiritual.

11. Meus amados e amadas, é chegada a hora de ajoelharmos humildemente perante Ele e liberar o que estamos amarrando, derramando o nosso coração diante Dele. É hora de pararmos de nos concentrarmos em nossa fraqueza e começarmos a valorizar a nossa firmeza no Senhor.

12. É hora de sermos firme de fato na Sua Palavra e obedecê-la, bem como, sermos corajosos suficientes para sempre vivermos e falarmos sobre as Suas verdades a um mundo ímpio e infiel que nos observa. Que Deus nos abençoe e nos dê hoje e sempre toda a Sua firmeza, amém!

Pão ? Leia (Lc.9:62)

Vinho ? Leia (Lc.9:62)


Por: Pr. Roberto Brito
Endereço
Rua Lagoa da Barra, 167
CEP: 08215-540 - Itaquera - São Paulo
Tel: 2205-3242 - 2079-0517 - 2071-2731
Domingo
Escola Bíblica Dominical (EBD) - 9:00h.
Tempo de Oração - 17:45h.
Culto de Celebração - 18:00h.

Quarta-Feira
Reunião de Oração - 20:00h.