Imagem Abertura

" Agora sei que o Senhor salva o seu ungido; ele lhe responder lá do seu santo céu, com a força salvadora da sua destra. Uns encurvam-se e caem, mas nós nos erguemos e ficamos de pé. "

(Salmos 22:1)


O que fazer em tempo de CRISE?



Motivação


O que fazer em tempo de CRISE?

O que fazer em tempo de CRISE?

introdução

1. Talvez a palavra que mais descreve os nossos dias seja CRISE. Eu creio que a crise sempre está nos rodeando porque nunca estamos satisfeitos, sempre estamos correndo de um lado para o outro, sempre estamos agitados. O salmista então nos oferece uma receita eficaz para situações de crise, que milhares de gasto com médicos, remédios e férias jamais nos darão a devida solução. Leia (Sl.131:1-3)

I ? SEJA SIMPLES ? (vs.1)

1. Assim como o salmista, devemos reconhecer que somos dependentes do Senhor, e parar de andar à procura de grande coisas. Embora o nosso século atual seja o de querer ficar rico, ser poderoso, ter grandes feitos, grandes conquistas, grandes recordes, torna-se totalmente desprezível aos olhos de Deus.

2. Assim sendo, precisamos ser como o salmista, que embora tendo sido escolhido por Deus para ser o futuro sucessor de Saul como rei de Israel, ele continuou com a sua função de pastor de ovelhas, aguardando o tempo certo para Deus o colocar no devido cargo, sem usurpar o trono do rei Saul, o qual o acusava injustamente.

3. E qdo o salmista se tornou rei, nunca deixou que o seu trono e poder estivesse acima da pessoa de Deus, por isso ele sempre foi bem sucedido, sempre foi uma pessoa bem segura. Ele permaneceu um servo, porque ele entendeu que o segredo de vencer as crises diárias, é ser humilde, simples, rejeitando toda a atitude de arrogância tanto diante de Deus como do próximo.

4. O salmista Davi não olhou com inveja em relação aqueles que estavam acima dele, bem como, não olhou com desdém em relação àqueles que porventura estavam abaixo dele. Saiba meu amado, minha amada, que a falta de simplicidade, traduz-se como orgulho, que denota a total independência do Senhor e total desobediência para com Ele, e, sempre nos traz inquietações.

5. Entretanto, o salmista não perdeu tempo em querer saber tudo e resolver tudo, ao contrário, ele sempre foi dependente do Senhor. O seu maior conhecimento era depender exclusivamente da total provisão de Deus. Simplesmente ele meditou e confiou na Palavra de Deus, era o suficiente para ter todas as respostas sobre a fidelidade e a bondade Dele.

II ? DESCANSE NO SENHOR ? (vs.2,3)

1. O salmista então se comporta como uma criança desmamada, que não fica a chorar porque não receberá mais o leite materno, pois confia que a mãe sempre lhe alimentará. Isto é, o salmista se acalma, ele fica sossegado como uma criança se aquieta nos braços da mãe.

2. Ele não controla as suas paixões egoístas, nem entra em desespero por exigir que Deus satisfaça os seus caprichos carnais, ao contrário, se tranquiliza, descansa na provisão e cuidado do Senhor. Ele está satisfeito, mesmo vivendo numa sociedade inquieta, tensa, nervosa, neurótica, ansiosa.

3. Ter um espírito calmo significa que, ter controle sobre as nossas emoções, espírito, e pensamentos, principalmente qdo estamos enfrentando fortes tempestades em nossa vida. Tal atitude de quietude sempre nos defenderá contra as tentações e armadilhas do diabo que deseja nos fazer naufragar na fé.

4. Mas, não é nada fácil aquietar-se. É mais fácil acalmar o mar, governar o vento ou amansar um tigre do que aquietar-se. Somos clamorosos, inquietos, petulantes, e nada senão o Senhor e Sua graça pode nos aquietar sob aflições, irritações e desilusões.

5. Agindo dessa forma, o salmista incentiva aos outros a também confiar em Deus, aguardando, esperando Nele, certos de que no tempo adequado presenciariam um grande trocar no reino tanto naqueles dias como em toda a eternidade.

aplicação

1. (Rm.12:16) ? Neste mundo tão secularizado, as pessoas estão a procura de fama, posição, poder, posses. Atualmente o ser humano pensa que ele tem todas as respostas; para criação, usando a clonagem, como também, pensa que é capaz de dar explicação a tudo o que acontece ao redor dele. Todavia, não passa de um tolo arrogante diante do Todo-Poderoso Deus.

2. O ap.Paulo está enfatizando que terrível é aquela atitude mental, possível até mesmo entre os crentes de propósitos espirituais mais intensos, que supõe que nada mais tem para aprender e que tem tudo para ensinar, que torna fácil criticar e lançar no descrédito, e que pode mostrar ser algo totalmente repelente, ameaçando a igualdade e a unidade no Corpo de Cristo.

3. Precisamos aprender a lidar com o sucesso, para que ele, depois de nos embriagar, não nos jogue nas sarjetas da vida. Qdo o orgulho toma conta de nós, o desejo pecaminoso de competição toma o lugar do desejo saudável de servir ao Senhor da melhor maneira possível.

4. Entretanto, o texto enfatiza que o cristão humilde não é apaixonado pela sua própria sombra, nem busca aumentar seu próprio conhecimento e realizações para sobressair sobre os outros, ao contrário, busca sempre zelar pela pessoa e não pelo seu status social ou função.

5. Em outras palavras, o seu maior desejo é exaltar ao Senhor, dando o verdadeiro crédito a Ele em suas realizações, porque tem como objetivo abençoar outros ao seu redor, por também fazerem parte do Reino de Deus. A coisa maior que ele busca é o Senhor, o grande tesouro.

6. Vivemos em um mundo desesperado, mas como filhos de Deus, a nossa confiança, a nossa esperança está alicerçada Nele, o Eterno. Foi o Senhor que nos desmamou das coisas mundanas para nos dar as coisas celestiais. Foi o Senhor que nos desmamou da justiça própria, para gozarmos da justiça Dele.

7. Foi o Senhor que nos desmamou do pecado, para gozarmos da Sua santidade. Foi o Senhor que nos desmamou de nós mesmos, de nosso eu orgulhoso e arrogante, para recebermos a Jesus. Todavia, qdo nos achamos desmamados descobrimos, para tristeza nossa, que os velhos apetites estão mais machucados do que mortos.

8. Entretanto, sendo simples e descansando no Senhor, desmamando de todos os desejos carnais, para comer da carne forte da Palavra, e, agora estamos prontos para abraçar a visão e o chamado do Senhor, esperando Nele, aquietando-se Nele, mesmo nos momentos de conflitos, tensões, desespero, preocupações, ansiedade.

9. O que fazer em tempo de crise? Tudo podemos Naquele que nos fortalece, amém!







Por: Pr. Roberto Brito
Endereço
Rua Lagoa da Barra, 167
CEP: 08215-540 - Itaquera - São Paulo
Tel: 2205-3242 - 2079-0517 - 2071-2731
Domingo
Escola Bíblica Dominical (EBD) - 9:00h.
Tempo de Oração - 17:45h.
Culto de Celebração - 18:00h.

Quarta-Feira
Reunião de Oração - 20:00h.